PF investiga fraudes no Auxílio Emergencial

Dentro da Operação Apateones, a Polícia Federal deflagrou uma ação na manhã desta terça-feira (8) para combater fraudes no programa Auxílio Emergencial. Os prejuízos aos cofres públicos podem ultrapassar a R$ 50 milhões.

Mais de 200 policiais cumpriram 47 mandados de busca e apreensão, também duas de prisão preventiva, expedidos pela Vara Federal de Campinas, São Paulo. A PF chegou a fraude por causa de R$ 54.600, desviados para duas contas bancárias de pessoa física e de pessoa jurídica em cidade do interior paulista.

Em outro estádio da investigação, a Polícia Federal verificou que os beneficiários receberam valores provenientes de 360 contas do Auxílio Emergencial fraudadas por meio de pagamento de boletos e transferências bancárias.

A estimativa é que a “organização criminosa movimentou valores que ultrapassam os R$ 50 milhões, com mais de 10 mil contas fraudadas”.