Ricardo só se apresenta se tiver a certeza que não irá para cadeia

Com prisão preventiva decretada no âmbito da Operação Calvário/Juízo Final, o ex-governador Ricardo Coutinho não deve se apresentar à Polícia Federal nesta quinta-feira (19), conforme prometeu.

Ele só fará com o habeas corpus na mão para não ser conduzido a cadeia por estar sendo acusado de chefiar uma organização criminosa que roubou mais de R$ 130 milhões dos cofres públicos, dinheiro da saúde em sua passagem pelo governo do Estado.

Segundo informações, Coutinho estaria na Turquia, mas sob os olhares da Interpol, mundialmente conhecida por Organização Internacional de Polícia Criminal. Portanto, segue foragido das autoridades policiais.

O ex-governador contratou para defende-lo a banca do ex-ministro do STJ, Gilson Dipp. O pedido de habeas corpus já foi protocolado no Superior Tribunal de Justiça, mas especialistas garantem que Coutinho dificilmente escapará da cadeia.

As provas contra ele são robustas, principalmente os áudios com as gravações telefônicas com o presidiário Daniel Gomes pedindo propina.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.