Grupo de Ricardo quer dar conotação de retaliação as exonerações; João rechaça: ‘Não andaram no ritmo’

O grupo de Ricardo Coutinho quer dar conotação de retaliação do governador João Azevedo as exonerações de Fábio Maia, braço direito de RC; e Yuri Simpson, casado com uma sobrinha do ex Ricardo.

“Você não pode permanecer no governo e sem o foco de não produzir aquilo para o qual você foi designado”, disse João. A questão é que Maia e Yuri não estavam acompanhando o dinamismo do governo.

Na primeira reunião com o secretariado no começo do governo, o governador cobrou empenho dos auxiliares e alertou que poderia mudar as peças a qualquer momento. Ou seja, a conotação de retaliação insinuada por Ricardo não se sustenta.

“Se houver identificação de que a secretaria não está andando no ritmo necessário, eu farei as mudanças. Eu sempre digo que quem é secretário só está no governo por dois motivos: pela sua vontade própria e pela condição da minha análise sobre sua atuação”, concluiu.

One comment

  1. Se for por fraco desempenho, seria bom este governo ir no porto de cabedelo pra ver os desmandos administrativos praticados.
    Hoje a diretora dar pouco expediente, diz que vive em reuniões externas e só aparece qd tem alguma reunião e se for pra ela aparecer. Perseguidora ela é demais.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.