Se levar estatuto a sério, rebeldes poderão ser expulsos

Antes de qualquer atitude do que estabelece o estatuto partidário, o senador José Maranhão, presidente estadual do PMDB, espera conter a rebelião dos filiados Raimundo Lira (senador) e deputados federais Veneziano Vital do Rêgo, Hugo Motta e André Amaral, além do estadual Nabor Wanderlei. Aos amigos, JM disse: “não devemos nos precipitar”, ponderou.

O estatuto prevê, entre outras coisas, a exclusão do filiado que não seguir a orientação partidária. Mas não tem punição para os rebelados. Pelo menos neste momento, sobretudo quando o momento é adverti-los que “o governador (Ricardo Coutinho) não é uma boa companhia para o PMDB”, dizia um dirigente peemedebista. Ele acha que necessário se faz ter muita cautela.

Se tomar uma atitude extrema – expulsão, os rebeldes poderão, até, ter seus mandatos cassados. “Não é isso que o senador José Maranhão pretende, mas dialogar o máximo para se chegar a um ponto comum”, adiantou o interlocutor do blog. Estranha os peemedebistas Lira e Veneziano, em especial, querer levar o PMDB para junto do governador “se ele considera ‘ilegítimo’ o governo do presidente Michel Temer, que é do PMDB…”

“… É estranho ou não é? Quem consegue entender esse tipo de coisa. Portanto, entendo que a partir do momento que a direção nacional tomar conhecimento do que está se passando, essa farra será dissolvida imediatamente”.

Tem outro detalhe: o senador José Maranhão tem maioria dentro do Diretório estadual, que ele está convocando uma reunião extraordinária para debater o tema e a movimentação dos rebeldes. Veja o texto abaixo:

O Presidente Estadual do PMDB da Paraíba, Senador José Maranhão, vem por meio deste, convocar vossa excelência, para reunião da executiva estadual do PMDB, para tratar de assuntos do interesse do partido.

A reunião será realizada na próxima sexta-feira, dia 20/01/2017, a partir das 09h30, na sede do PMDB, em João Pessoa.

Caso haja impossibilidade do comparecimento, justificar ao partido.”

João Pessoa-PB, 12 de Janeiro de 2017.

SENADOR JOSÉ MARANHÃO
Presidente Estadual do PMDB da Paraíba