Agitador: Maranhão poderá sofrer processo de cassação

Waldir Maranhão (PP-MA), “El Loco”, pode ser cassado. Isso mesmo. Ele poderá ser banido da política por causa do ato transloucado desta quarta-feira (10), quando da interinidade da presidência da Câmara dos Deputados anulou a votação do último dia 17 de abril, que cassou o mandato da presidente Dilma Rousseff. Bancou seu próprio destino. O deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) entende que WM cometeu quebra de decoro parlamentar.

Agiu só, embora tenha com a ajuda de setores externo da Câmara. Ele não tem capacidade suficiente, talvez também discernir o ato que cometeu. Formado em veterinário, sabe-se Deus como, Maranhão passou por cima da Constituição Federal e de outras legislação em vigor no país. “Interinamente, Waldir Maranhão tomou uma decisão sem previsão regimental para anular a votação do impeachment, um ato perfeito jurídico perfeito e acabado”, disse o deputado Arthur Maia.

Prosseguindo, o parlamentar disse que “Waldir usou o cargo para tumultuar o processo de impeachment que foi acatado pela maioria da Câmara. Enfrentaremos essa decisão com as mesmas forças políticas que fizeram o impeachment”.