‘Socialismo’ usa tática empresarial como preparação para eleição de 2014

A orientação, como é do conhecimento público, vem do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também presidente do PSB Federal do governador paraibano Ricardo Coutinho.
É bom lembrar que vale para todas as gestões do Partido Socialista Brasileiro. Pernambuco, Paraíba, Ceará, Espírito Santo. Enfim, onde o PSB for governo o modelo de gestão é único.
Fazendo uma introdução acerca do assunto, em seu estatuto, o PSB é um partido que se define como legenda “socialista”. Todo mundo sabe o que isso significa: se contrapõe ao sistema “capitalista”.
No cotidiano, a legenda chega a ser considerada como “direitista”. No entanto, a rotina administrativa dos estados que governa, rende-se aos métodos do capital.
O governador Ricardo Coutinho mimetiza o estilo do colega Eduardo Campos.
Toda a movimentação dos governos socialistas é estruturado administrativamente por um grupo que recebe a sigla MBC.
Sabe o que significa a sigla MBC? Movimento Brasil Competitivo. Os métodos são desenvolvidos por outra entidade compostas de quatro letrinhas: INDG. Vem a ser: Instituto de Desenvolvimento Gerencial.
Funciona assim: o MBC fornece as idéias; e o INDG fixa os métodos a serem utilizados. Junta-se tudo e converte-se as teses em realidade. Ou seja: a palavra de ordem é o cumprimento de metas e de cronogramas.
Na Paraíba, há uma dezena de cronogramas. Incluem-se política em diversas áreas, mas especificamente em obras e sociais.
A quem pertencem os grupos que trabalham para o consórcio do PSB? Certamente, você está curioso! O MDC foi criado pelo grupo empresarial comandado por Jorge Gerdau e o INDG pelo consultor Vicente Falconi.
Existe um ritual nos cumprimentos de metas em todos os sentidos. Começam das reuniões por setores, inclusive com a denominação dos grupos de trabalho. Coisa muito bem feita e trabalhada.
Os objetivos são traçados até a execução dos projetos. O governo da Paraíba deve estar sendo estruturado nestes moldes. Um deles vem sendo jogado no meio fio: a “prevenção e redução da criminalidade”.
Em cada um desses grupos de trabalho, existe um “gerente” responsável por acompanhar a execução das metas. Claro, sob os olhares do governador e dos secretários de cada um dos temas.
O estilo de gestão é de empresa. O serviço público funciona assim para evitar o que eles chamam de “despesa ruim”.
A idéia é firmar o PSB como uma “novidade” no cenário político nacional. Se rende votos só depois do resultado das urnas. Importante lembrar: Eduardo Campos é candidato a sucessão da presidente Dilma Rousseff; Ricardo Coutinho a reeleição.
Então, é aguardar 2014 chegar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.