Jornalistas pedem fim da violência contra Pâmela Borio

Defensoras das mulheres, conforme se proclamam, a deputada Estela Bezerra (PSB) e a vereadora Sandra Marrocos (PSB) fecharam ou olhos e tamparam os ouvidos para o “Caso Pâmela Borio”, vítima de um suposto crime cibernético. A ex-primeira dama teve várias imagens de nudez expostas nas redes sociais, cujos responsáveis à Polícia Federal e o Ministério Público Federal deverão esclarecer durante as investigações.

No programa “Correio Debate” desta quinta-feira (29), os jornalistas Wellington Farias e Adriana Bezerra cobraram um posicionamento ao Coletivo Feminino Cunhã e ao Centro da Mulher 8 de Março, entidades que até o presente momento ignoram o que está acontecendo. Ou Pâmela não se quadra neste contexto e, por isso, não reconhecem como um ato de violência.

Eles citaram nominalmente a deputada Estela e a vereadora Sandra Marrocos.