Depois de 4 meses preso, vereador ganha liberdade

A juíza Lilian Frassinetti, da 1ª Vara da Comarca de Santa Rita, determinou que fosse colocado em liberdade o vereador Flávio Pereira da Costa (PSD), preso há quatro meses acusado de participar de um suposto esquema de fraude contra a Prefeitura do município.

Nesta quinta (11), além da liberdade, o vereador Flávio também está pronto para retomar o mandato. O advogado Raoni Vita, defensor do parlamentar, contou ao blog que o parlamentar “saiu da audiência direto para casa”. Ele foi preso durante a Operação Shark, em 2013.

Teve origem a partir do compartilhamento de provas produzidas no contexto da Operação Papel Timbrado, deflagrada em 2014, que objetivava a comercialização ilegal de kits de licitação, boletins de medição e até notas fiscais, no intuito de fraudar licitações e contratos juntos aos municípios da Paraíba.

O advogado Raoni Vita, que defende o vereador Flávio Pereira, é o mesmo que trabalhou pela liberdade do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, e segue na defesa do seu constituinte para que ele volte a titularidade do cargo.

IMG_3403

IMG_3404