PSDB não tem um TRE que possa ser chamado de ‘seu’

O PSDB paraibano não tem um Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que possa ser chamado de “seu”. Por isso, a AIJE do Empreender não sai do canto e já completou três aninhos desde a denúncia protocolada pela coligação encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima, derrotada nas eleições de 2014.

A Justiça não interessa julgar o processo desse rumoroso caso, cuja denúncia é que dinheiro do programa “Empreender”  do governista PSB foi usado na campanha à reeleição do governador Ricardo Coutinho, socialista. Existe um farto material que comprovam o ilícito, mas o TRE protela o julgamento como se o processo não existisse.

O processo já andou por diversas mãos e diversos departamentos do prédio-sede da Corte Eleitoral. Conforme contou o jornalista Helder Moura em seu blog, “a última movimentação da ação aconteceu em julho último, quando o desembargador-relator Romero Marcelo atendeu pedido feito pelo perito, auditor do Tribunal de Contas, para novas diligências com informações do Governo do Estado”.

Ficou nisso e é possível que esse processo tenha se escafedido, pois dele simplesmente ninguém fala absolutamente mais nada.