Mineral tem um pé fora do PSDB e outro dentro do PSB

Governista desde pequeno, o deputado Antônio Mineral (PSDB) está de saída do partido que o tornou suplente e, posteriormente, titular do mandato no começo desde ano com a posse de Dinaldinho Wanderley (PSDB) na Prefeitura de Patos. Acertou quem disse que ele vai levar sua filiação partidária para o PSB.

De Patos, vem a notícia que a decisão já é prego batido, ponto virada, conforme a expressão popular. A informação foi veiculada na noite passada pelo Wscom, que teria sido repassada pelo secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Sales Dantas (foto com Mineral).

Mineral teria comunicado a sua decisão ao governador do Estado neste sábado (30), durante evento do Partido Socialista Brasileiro em Patos. A saída dele do ninho dos tucanos não deverá acontecer neste momento, segundo informações, por causa da fidelidade partidária, pois correria o risco de perder o mandato.

Porém, já estaria tudo acertado no momento da abertura de “janela” para a troca de partido. Ai é onde reside a dúvida. Se houver a perspectiva de poder da oposição, a situação volta ao normal e Mineral não sai. Do contrário, ele desembarca no jardim dos girassóis de mala e cuia.