Mineral é quem pede, mas PSDB não quer expulsá-lo

Aos amigos mais próximos o deputado Antônio Mineral (PSDB) afirma que está tudo bem entre “eu e o partido” e que não há nenhuma ameaça. Essa movimentação decorre do anuncio feito pelo parlamentar, que teria comunicado ao governador Ricardo Coutinho sua filiação ao PSB, partido do chefe do Executivo paraibano.

Noticiado aqui, o presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, disse que “não podemos agir de forma não conhecer que houve algo concreto”, mas que o partido poderá acionar o departamento jurídico numa hipótese de qualquer parlamentar sair para outra legendassem que a “janela” de filiações partidárias seja aberta.

Mineral calou-se. Ou seja, em Patos pronunciara para agradar o governo. Aqui, se cala ante a ameaça de perder o mandato, caso transfira a filiação partidária fora do período permitido pela legislação.