LUCAS SÁ VAI SE TORNAR ‘CIDADÃO PARAIBANO’

Cearense de nascença, Lucas Sá, delegado civil da Paraíba, está próximo de se tornar paraibano por adoção. É que um projeto sancionado de autoria do deputado Raniery Paulino (PMDB) concede a Sá o título de “Cidadão Paraibano” e nem precisa lembrar ser pelos relevantes serviços prestados ao Estado.

Na justificativa anexada ao projeto, o peemedebista destaca: “Lucas Sá de Oliveira é oriundo do Estado do Ceará, formado em direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC), pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal pela Faculdade Gama Filho, do Rio de Janeiro…”

Precisa dizer mais alguma coisa? Obvio que não, até porque um currículo desse é a maior comprovação que a Polícia Civil está muito bem servida de excelentes profissionais. As qualidades de Lucas Sá dispensa comentários.

Conta o deputado Raniery no anexo ao projeto que “no exercício do cargo de delegado desde maio de 2012, vem desenvolvendo significativos trabalhos à frente da Delegação de Defraudações e Falsificações, podendo-se destacar a Operação Trojan”.

A investigação citada acima desarticulou uma quadrilha especializada em clonagem de cartões de crédito. Mas o delegado Lucas coordenou outra operações, a exemplo da Descarte, que investigou fraudes em licitações e crimes ambientais”.

E mais: a investigação e conclusão de diversas fraudes em operações imobiliários e bancários, entre tantas outras. Portanto, conforme o parlamentar, “é uma justa homenagem ao delegado Lucas Sá, que reconhecidamente presta relevantes serviços a Paraíba, através do exercício de suas funções”.

Claro que a homenagem é justa. A Paraíba inteira acompanha o trabalho do delegado Lucas Sá.

Câmara – Lembrando que o delegado Lucas Sá já é “Cidadão Pessoense”, tendo sido condecorado pela Câmara de João Pessoa, título concedido através de um projeto da vereadora Helena Holanda (PP). A homenagem já aconteceu e no mesmo dia, ele também recebeu a Medalha Cidade de João Pessoa, proposta pelo vereador Thiago Lucena (PMN).

Portanto, já pode ser considerado paraibano nato.