SENADOR responde ‘não’ ao sinal de namoro do PROS

O senador Raimundo Lira (PMDB), que é candidato à reeleição, foi sondado pela nova direção estadual do PROS, mas descartou de imediato a possibilidade de sair da legenda peemedebista. Ou seja, teria pensando algo assim: “Sem chances!”

Não tem como pensar diferente. Lira é simplesmente o líder do PMDB, lidera a maioria no Senado da República e não caberia sair do partido em que os principais assuntos, antes de chegar a qualquer um dos parlamentares, passa primeiro por suas mãos.

Em entrevista à Rádio Arapuan nesta sexta-feira (1), o senador contou que “na quarta recebi a visita de André Amaral, escolhido presidente do PROS e ele colocou o partido à disposição, mas não entendi como convite”.

Depois, afirmou: “Não tenho o menor desejo, vontade e plano e sair do PMDB”. E, em seguida, o senador explicou com detalhes a razão pela qual não tem interesse em desembargar do partido do Governo Michel Temer:

“Estou ocupando as posições mais importantes. Sou líder da bancada, faço parte da Executiva Nacional, mantenho bom relacionamento com o senador Maranhão, que é presidente na Paraíba. Não vejo menor possibilidade futura de sair do PMDB”, concluiu.