Líder da oposição abre a boca; governistas tremem

Todas as vezes que Bruno Cunha Lima (PSDB), deputado e líder da oposição, abre a boca os governistas tremem. Na sessão desta terça-feira (3), ele comandou a discussão sobre dois temas que interessam a sociedade, que vive um momento de incerteza por causa da crise econômica e financeira.

“Não poderia deixar de debater o assunto sobre o vencimento de R$ 54,8 mil que o governador Ricardo Coutinho recebe desde abril. A Paraíba precisa saber que o governador que congela salários dos servidores, também descongela, o dele”, afirmou o parlamentar.

Outro assunto foi o empréstimo no valor de R$ 189 milhões aprovado nesta manhã. Os governistas alegam que serão aplicados em obras de infraestrutura. Bruno e a oposição inteira, no entanto, suspeita que os recursos serão destinados ao pagamento do décimo terceiro salário.

Conforme o deputado, “Ricardo Coutinho se tornou o governador que mais endividou a Paraíba em sua história”. Há quem avalie que essa herança cairá no colo dos próximos governadores, e inviabilizará os futuros projetos de desenvolvimentos do Estado. A aprovação, sem nenhum debate, deu-se em tempo recorde.

Foi rápido mesmo. Em 24 horas os governistas aprovaram o empréstimo na Comissão de Constituição e Justiça – a deputada Estela Bezerra comandou – e, posteriormente, no plenário. A oposição protestou, mas não adiantou diante do rolo compressor da bancada governista.