Governadores serão julgados sem permissão das AL’s

Agora é oficial: os governadores podem ser investigados sem a necessidade de pedir as Assembleias Legislativas o pedido de liberação. Assim decidiu o Supremo Tribunal Federal (STF), que acabou de confirmar a novidade. Já havia uma decisão anterior neste sentido.

A decisão é de maio passado, quando a Suprema Corte analisou o caso envolvendo o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. O STF analisou nesta quarta-feira (9) os pedidos de três estados: Bahia, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal. A partir de agora, a investigação será direta.

Antes, para um governador ser investigado era necessário as assembleias liberar, que jamais aconteceu. Portanto, tudo mudou.