Berg continuará encarcerado, conforme ordem do STJ

Sempre atento as decisões jurídicas, o repórter Lenilson Guedes informa que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de liminar no habeas corpus impetrado pela defesa do prefeito afastado Berg Lima, de Bayeux. Com isso, ele permanecerá encarcerado.

A propósito, justamente nesta sexta-feira (4) em que completa um mês da prisão de Berg, quando foi flagrado por agentes da Polícia Civil do Estado no momento em que pegava propina de um empresário fornecedor de alimentos para a área de saúde do Município.

Berg tinha expectativa de liberdade neste pedido de liminar no HC. O parecer é da ministra Maria Thereza de Assis Moura. O prefeito está preso por decisão do Tribunal de Justiça do Estado, que na próxima semana irá apreciar um recurso da defesa dele. A estratégia da defesa é no sentido de reverter a denuncia.

Transforma o prefeito Berg Lima de acusado para acusador no caso da suposta propina. Segundo informações chegadas ao blog, dão conta que ele foi até o escritório do empresário que o denunciou pegar dinheiro de uma dívida por conta de empréstimo.