Benilton prevê demissões em massa com a tercerização

A terceirização da educação do Governo Ricardo Coutinho vai provocar a demissão em massa de prestadores de serviço, conforme avaliou o ex-vereador Benilton Lucena. Ele externou “profunda preocupação”, destacando que essa possibilidade é real porque a gestão socialista já havia sinalizado neste sentido quando promoveu o fechamento de mais de 300 escolas no Estado.

“Walson (Sousa, secretário estadual de Planejamento) é o terceirizador do governador e ele tem experiência neste tipo de violência, quando importou aqui para a Paraíba a Cruz Vermelha e impôs a terceirização da saúde”, lembrou Lucena.

Adiante, o ex-vereador destacou: “O que provocou a terceirização da saúde? A demissão de diversos prestadores de serviços. O que estou afirmando é algo real e o que aconteceu no passado, também está reservado para este momento, só que na área de educação. Lamentável!”

Para Benilton, o plano de terceirização da educação do governador Ricardo Coutinho traz malefícios não apenas para os prestadores de serviço, “mas ao ensino estadual, uma vez que reduz o custo por aluno a redução de escolas”. O ex-vereador fala com conhecimento de causa por atuar na área educacional, e ser muito próximo desse segmento.

“Somente um governo sem nenhuma sensibilidade é capaz de promover um desmonte desse, mesmo sabendo que irá prejudicar os alunos, professores, servidores e, principalmente, os prestadores de serviço.”

E arrematou: “Isso é cruel e devastador”.