No TCE de SP: ‘Todos devem ser iguais perante a lei’

Longe das discussões eleitorais das eleições de 2018, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), também vice-presidente do Senado, foi um dos palestrantes convidados do Tribunal de Contas de São Paulo nesta quinta-feira (10). O Ciclo de Debates se realiza anualmente em homenagem ao dia do Jurista neste 11 de agosto.

Na sua fala, o senador paraibano discorreu sobre o momento político pelo qual o país atravessa desde o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff até o pedido negado pela Câmara dos Deputados da investigação ao presidente Michel Temer.

Sobre o seu posicionamento acerca do pedido negado pela Câmara, o senador foi enfático ao defender que a Câmara autorizasse o Supremo Tribunal Federal a prosseguir com as investigações. “É preciso lembrar que a investigação seria feita pelo STF e não pelo Congresso”, lembrou Cássio.

Para o vice-presidente do Senado Federal, não se pode ter ética seletiva ao defender que numa República, todos estão abaixo da lei e não importa o cargo que ocupa ou que tenha ocupado.

Entrevista TVeja – Após a palestra no TCE-SP, o senador concedeu entrevista aos jornalistas Augusto Nunes e Silvio Navarro para a TV da Revista Veja, TVeja onde aprofundou o debate a cerca da atua conjuntura política nacional.

O senador deixou claro que o país precisa de reformas profundas na sua estrutura política e administrativa para que a sociedade volte a confiar na política como instrumento para a melhoria dos serviços públicos com mais fiscalização no uso dos recursos que são de toda a sociedade.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????