Educação está à venda na Paraíba. Quem der mais, leva!

O Governo Ricardo Coutinho já havia sinalizado que também iria privatizar a Educação, a exemplo do que aconteceu com a saúde, quando promoveu o fechamento de mais de 300 escolas estaduais. Não se sabia que chegaria a tanto ao estabelecer o leilão de mais de 600 delas. Pode ser inoperância da gestão, como também pode ser a falta de compromisso com o setor.

Na verdade, a gestão socialista não gosta de ser incomodada e neste sentido escolheu as duas principais áreas para diminuir os problemas. A educação surgiu como um “calo” das ações governamentais. Ou, talvez, esse seja mais um surto do governador, que recentemente tentou liquidar com a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), salva pela Justiça do Estado.

Assim como aconteceu com a saúde, que hoje é administrada pela Cruz Vermelha, aquela entidade do Rio Grande do Sul; a educação será por uma OS (Organizações Sociais). Para espanto de todos, o processo já foi iniciado com a publicação do edital.

Veja o objetivo: “Seleção pública para seleção de Organização Social qualificada na área de educação visando a celebração de contrato de gestão pactuada para serviços de apoio nas unidades escolares da secretaria de estado da educação.”

É bom lembrar que a preparação começou com a adoção da Lei nº 9.454, que o próprio RC sancionou em 06 de outubro de 2011.

O leilão já começou: quem dá mais…